Minha landing page não converte. E agora?


7 Flares

7 Flares


×

Escrito por Neil Patel e traduzido carinhosamente pela Hotmart.

Você não precisa programar. Também não precisa entender a psicologia por trás das cores utilizadas em seu design, para consturir uma boa landing page.

Existe uma variedade de ferramentas de landing page, com centenas de templates disponíveis. Você só precisa comprar uma assinatura premium e arrastar e soltar alguns elementos para montar sua página.

Atrair tráfego para sua landing page é trabalhoso. Mas se você fizer isso regularmente, vai conseguir atrair visitantes. Ou seja, podemos concluir que hoje é fácil criar uma landing page com alta conversão.

Será?

Há tantas combinações de elementos que podem ser usados para criar umalanding page que encontrar o formato ideal pode ser complicado.

Você se depara com esse problema logo que o número de assinantes da sua   newsletter ou as vendas dos seus produtos não atendem às suas expectativas.

O que fazer quando você não atinge seus objetivos com sua landing page?

Eu sei como é difícil entender porque você não consegue vendas.

A primeira impressão é a mais importante. E sua página deve ter uma proposta de valor clara para garantir que seus visitantes olhem para ela por mais do que 20 segundos.

Neil_Patel_graficos_novo

Há alguns elementos comuns em landing pages que quase sempre levam usuários a abandonar seu site.

Nesse artigo, vou mostrar 6 elementos que podem levar a baixas conversões em sua landing page. Vou mostrar também ferramentas e estratégias para ajudar a resolver esses problemas.

Baixas conversões em landing pages? Veja esse guia rápido para saber que elementos você deve testar.

Se você suspeita que um desses elementos seja o culpado, considere submetê-lo a testes.

Pronto para aumentar suas vendas?

Vamos para o primeiro elemento.

  1. Velocidade do site

Quanto tempo você espera até uma página carregar?

Imagino que não mais do que alguns segundos.

De fato, um a cada quatro visitantes abandona um site em quatro segundos.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-02

E uma experiência ruim na primeira visita (um consumidor insatisfeito) pode levar à perda permanente de um cliente.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-03

Se você tem um site de comércio online que gera 100 mil dólares por dia, podepotencialmente perder 2,5 milhões de dólares por ano por cada segundo a mais no tempo de carregamento do seu site.

Para além das vendas, páginas lentas podem também danificar sua classificação em mecanismos de busca.

Em 2010, o Google anunciou que a velocidade do sinal seria um novo quesito em seu algoritmo de classificação de busca orgânica. Suas ferramentas de webmaster mostram uma percepção da performance do seu site.

image26Estatísticas de performance de um site

Em 2015, a velocidade do seu site é ainda mais importante, devido à nossa atenção cada vez mais reduzida. Um site lento é considerado uma má experiência para o usuário.

Todos querem respostas rápidas para suas pesquisas, mesmo em uma conexão mobile lenta. Por isso o Google lançou páginas mobile mais leves, com carregamento rápido, para uso em determinados países.

Eis uma comparação entre uma página transcodificada (otimizada para redes mais lentas) pelo Google e a versão original da página.

Segundo os experimentos do Google, essas páginas otimizadas carregam 4 vezes mais rápido, usam 80% menos bytes e levaram a um aumento de 50% no tráfego.

Espero que você já tenha percebido que páginas lentas não afetam somente seu resultado final, mas criam dificuldades para a imagem da sua marca, a experiência do usuário e sua classificação em mecanismos de busca (SEO).

Haveria algum referencial para o tempo de carregamento de uma página?

Bem, a maioria dos usuários espera que uma página se carregue em menos de 2 segundos.

E o mais interessante: suas taxas de conversão podem ter um crescimento de 74% se o tempo de carregamento da sua página for reduzido de 8 para 2 segundos.

Taxas de conversão crescem 74% quando o tempo de carregamento da página é reduzido de 8 para 2 segundos.

Obviamente, não é possível eliminar elementos essenciais à sua landing page.

Vamos explorar três possíveis causas dos carregamentos demorados. A partir disso, você poderá criar uma estratégia para encontrar uma combinação de elementos que permita um tempo carregamento mais curto e o máximo possível de conversões

Serviços de hospedagem baratos – Empresas de hospedagem têm um grande número de sites em seus planos mais baratos, o que leva a tempos de resposta mais lentos.

As opções baratas (sempre com boa reputação) só servem para você no princípio. Quando seu site ficar popular, você vai perder dinheiro se economizar na hospedagem.

Um exemplo.

Juan Martitegui, CEO da MindValley Hispano, testou uma landing page na LeadPages. Primeiro, ele fez o download da landing page e colocou-a em seu próprio servidor. Depois ele experimentou colocá-la em leadpages.net.

Juan Martigegui descobriu então que a landing page hospedada em leadpages.net não só era 15% mais rápida, mas também gerava a um aumento de 8,47% em suas conversões. A LeadPages usava a rede de servidores do Google e tinha servidores em todos os principais continentes.

Veja o vídeo do teste A/B, criado por Clay, da LeadPages:

Observação: pagar mais pela hospedagem nem sempre implica velocidades mais altas. Juan chegava a pagar 1000 dólares/mês por sua hospedagem, mas a rede de servidores do Google ainda assim era mais rápida e levava a mais conversões.

Uso de carrosséis e efeitos em Javascript – Você não precisa usar carrosséis de imagens ou banners rotativos.

A Notre Dame University testou um carrossel de imagens em seu site e descobriu que só a primeira imagem atraía ações. Apenas 1% dos visitantes clicou em um de seus elementos.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-05

A razão para isso é que o conteúdo nos carrosséis passa despercebido dos usuários. Esses elementos parecem anúncios, e por isso poucas pessoas interagem com eles.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-06

Adicionalmente, os carrosséis quase sempre não são compatíveis com mobile, e oJavascript precisa ser baixado sempre que a página é carregada.

Você pode usar o OctaGate SiteTimer para verificar como cada elemento de seu site afeta o tempo de carregamento total:

image19Relatório do OctaGate SiteTimer

Você também pode comprimir e depurar o Javascript, usando esse tutorial.

Imagens pesadas ou em excesso Usar mais imagens significa enviar mais pedidos ao servidor cada vez que a página é carregada. Ou seja, mais viagens entre seu servidor e o browser do visitante.

Para além disso, as imagens só vão servir para disputar a atenção do usuário com seu texto promocional e seu CTA.

Você usaria um site como esse?

image08

Lembre-se, o objetivo das imagens deve ser reforçar a mensagem expressada pelotexto publicitário da landing page. Evite adicionar imagens irrelevantes.

Uma excelente técnica para começar a reduzir o tempo de carregamento das imagens é criar CSS sprites ao combinar pequenas imagens de fundo em uma só. Contrate um especialista em CSS ou, se você tem conhecimento técnico, experimente uma ferramenta como o compass.

Para uma análise detalhada do seu site, eu recomendo fazer o teste de velocidade do pingdom.

image28

Essa é uma excelente ferramenta para testar a velocidade do seu site e ver recomendações para melhorar carregamentos muito lentos.

image52Relatório de velocidade do Pingdom

Veja aqui mais algumas dicas para melhorar o tempo de carregamento do seu site.

  1. Título da Landing page

Muitas vezes, seu título é a primeira interação de seu público com sua marca. Não deixe que essa seja a única – 80% dos leitores não vão além do título.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-07

Um bom título comunica uma mensagem clara, específica e útil, inspirando curiosidade e criando expectativas para seu produto.

Mas você também não deve usar muito títulos longos, como esse:

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-08

O quão difícil pode ser escrever um título com 10-15 palavras? E quais são os erros que você pode cometer?

Vamos ver quatro exemplos.

  1. Seu título é confuso e não contém uma proposta de valor

Como esse, utilizado pelo USFA Group.

image06
Página do USFA Group

Se você não comunica qual é o valor do seu produto, os visitantes não vão demorar a usar o botão Voltar.

  1. Você não manteve um tom

Ou seja, há um desencontro entre seu anúncio PPC e o título da sua landing page.

Veja abaixo um bom exemplo e um mau exemplo.

Bom exemplo: V continuidade do anúncio                 Mau exemplo: X continuidade do anúncioimage37

Você ficou mais interessado nos fones bluetooth do que no AW-W150, certo?

Isso acontece porque, ao clicar em um anúncio, gostamos de ver a continuação daquele assunto. Ou seja, se a sua landing page não facilita esse diálogo, você perde a confiança do visitante. Ele sente que fez uma escolha errada ao clicar.

  1. Você não comunica o valor do seu produto na linguagem do seu público

Veja a landing page abaixo, feita para comerciantes em dificuldades.

image24Título: Novo livro revela remédios para resgatar comerciantes

Será que “Novo Livro Revela Remédios para Resgatar Comerciantes” é um título atraente?

Eu acho que é muito vago e pouco tentador para levar a um bom número de cliques no CTA.

Que tal esse título?

image13Título: Se você é comerciante e precisa de ideias novas e estratégias de crescimento comprovadas… esse livro é para você!

Esse título focado em resultados não te estimula a saber mais sobre essas “estratégias de crescimento comprovadas”?

Adivinhe o que aconteceu.

Essa segunda versão do título levou a uma taxa de resposta 307% mais alta.

  1. Seus títulos passam despercebidos

O texto do seu título deve ser grande o suficiente para concentrar a atenção dos seus visitantes.

Você também pode experimentar usar caixa alta, centralizar seus títulos, e usar aspas e uma cor contrastante para aumentar a legibilidade de seu título e sua página.

A formatação é importante, pois a maioria dos usuários web varrem o conteúdo rapidamente. Veja a landing page da Build Conference, abaixo:

image43
Site da Build Conference

À primeira vista é fácil não ver o título. Após um esforço consciente de leitura, o visitante finalmente entenderá que a conferência é para web designers.

O Click Laboratory testou uma fonte maior no site da Numara Software (do tamanho 10 pt para o tamanho 13 pt).

image50

O resultado foi um aumento de 133% na taxa de conversão. Ou seja, uma hierarquia visual clara pode aumentar suas conversões.

Você precisa dedicar tempo à criação de um título forte. Isso pode aumentar o tempo que o usuário passa em sua página e diminuir o índice de bounce.

Para além disso, caso você esteja usando anúncios, você verá também um aumento no seu índice de qualidade no Google AdWords e uma queda no seu CPC (custo por clique).

Ferramentas para testar seus títulos    Você pode testar a capacidade de seu título de atrair cliques usando o CoSchedule Headline Analyzer ou o Emotional Value Analyzer, do Content Marketing Institute.

Vamos ver um pouco sobre ambos.

O Emotional Marketing Headline Analyzer faz uma análise de seu título:

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-10-

E então atribui a ele uma nota EMV. Como a ferramenta aponta, índices acima de 50% são excepcionalmente positivos.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-9

O Headline Analyzer da CoSchedule é uma ferramenta similar que atribui índices de 0 a 100.

Basta inserir seu título e clicar no botão “Analyze Now”.

image02

Você verá um índice e uma nota específica para a variedade de palavras utilizada no título.

image10

Observação: Ambas as ferramentas foram criadas para testar títulos de posts de blog, mas também servem para avaliar a atratividade de seus títulos.

Uma outra ferramenta para testar a primeira impressão causada pela sua landing page é o Five Second Test, do Usability Hub. Você pode fazer upload de seu layout e pedir opiniões sobre ele.

image14Do quanto você consegue se lembrar após 5 segundos?
  1. Call to action

Já falamos sobre como criar títulos atraentes que despertam curiosidade. Seu próximo passo será criar textos publicitários instigantes.

Mas mesmo que seu texto seja muito persuasivo, usuários web lêem seu conteúdo rapidamente e sem muita atenção.

Por isso, seu botão de CTA deve aparecer em destaque e explicar claramente a etapa a seguir. Se os usuários não clicarem no botão de CTA, seu negócio estará fadado ao fracasso.

Na CrazyEgg, descobri que textos de CTA relacionados ao produto atraem mais cliques. As palavras “Mostre o meu heatmap” têm uma taxa de cliques 20% mais alta do que “Veja planos e preços”).

image21
Botão: Mostre-me meu heatmap

Minha hipótese para explicar esse comportamento é que as pessoas querem ver o que se segue ao que foi descrito na landing page. No caso do CrazyEgg, esse próximo passo é o heatmap, e não planos ou preços.

Não é interessante?

Vejamos o que mais você deve fazer – ou não fazer – com o precioso botão de CTA:

  1. Seu CTA deve preferencialmente utilizar um verbo de ação e apresentar uma mensagem clara (talvez incluindo um benefício do produto). São apenas algumas palavras, mas o texto do botão tem um impacto tremendo em suas conversões.

Palavras que expressam ação, como “comprar”, “dominar”, ver” e “experimentar”, criam dinamismo para o leitor e te forçam a escrever a partir da perspectiva de seu público.

Michael Aagard, da Content Verve, obteve um aumento de 14,955% nas conversõesde seu cliente MatchOffice.com ao mudar apenas uma palavra.

Você consegue imaginar qual foi a mudança?

Ele alterou o texto do botão de “Solicite informações e preços” para “Receba informações e preços”.

image44Controle: Solicite informações e preços
Tratamento: Receba informações e preços
Aumento de 14,79% na conversão
Grau de segurança estatística: 95%

E isso não funciona somente na versão em inglês.

Quando esse mesmo teste foi feito em um site dinamarquês, as conversões cresceram em 38,26%.

image23Controle: Solicite informações
Tratamento: Receba informações
Aumento de 38,26% na conversão
Grau de segurança estatística: 98%

Como você sabe, quando fazemos testes A/B, não há garantias de que uma estratégia sempre vai funcionar.

A relevância, especificidade e contexto do texto publicitário e as preferências do seu público são os fatores que realmente determinam suas conversões.

Vamos ver agora um exemplo em que mudar uma palavra não deu os mesmos resultados.

A Fitness World, uma cadeia de academias na Escandinávia, mudou o texto de seu botão de CTA de “Faça sua adesão” para “Encontre uma academia e faça sua adesão”.

O resultado?

213,16% de aumento na taxa de cliques.

image00Faça sua adesão -> Encontre uma academia e faça sua adesão
Aumento de 213,16% na taxa de cliques
Grau de segurança estatística: 99%

O controle de versão em si já é poderoso.

Mas o texto é um pouco genérico, já que “fazer a adesão” pode se referir a muitas coisas.

Michael descobriu que a localização era um fator importante na hora de fazer a adesão. Assim, fazia sentido acrescentar “encontre uma academia”.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-11

  1. Faça experiências com as cores, tamanho e formatos do seu CTA, a fim de garantir que ele se destaque na página. Não existe um tamanho, cor ou formato adequado para todas as situações.

Mas é importante que seu CTA pareça ser um elemento clicável. Seguem algumas dicas para a criação do seu botão de CTA:

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-12

Testar os elementos do botão é muito importante para o seu progresso. As informações a seguir foram obtidas a partir de alguns testes que eu fiz, e podem ser um ponto de partida para você.

O primeiro aspecto importante do seu CTA é a cor. Os visitantes usam essa informação como uma sugestão de onde clicar. Mas não use sempre vermelho por criar um senso de urgência, ou verde para sinalizar paz.

A Performable obteve um aumento de 21% em suas conversões ao mudar a cor de seu botão de CTA de verde para vermelho.

image36

Se você nunca considerou testar sua escolha de cor de fonte, provavelmente está perdendo uma grande oportunidade.

Um portal dinamarquês que vende celulares usados teve uma queda de 18,01% em suas conversões ao mudar a cor da fonte em seu botão de CTA de preto para amarelo.

image42Queda de 18,01% na conversão

Algumas suposições inteligentes a respeito do uso de cores contrastantes em seu site, somadas à testes rigorosos, vão te ajudar a encontrar a cor ideal para o seu botão de CTA.

Você pode utilizar o ButtonOptimizer.com para gerar botões de CTA em várias cores. Escolha o que for mais evidente. Lembre-se de considerar o layout do seu site e a interação entre a cor do seu botão de CTA e outras cores usadas em sualanding page.

Outro aspecto importante de seu CTA é o tamanho. Você pode usar um botão grande para chamar a atenção de seu público e criar uma experiência confortável (especialmente para usuários mobile).

Mas não faça botões grandes demais, pois grande nem sempre significa melhor.

Michael sofreu uma queda de 10,56% em suas conversões ao aumentar o tamanho do botão de CTA no site da WriteWork.com.

image51Queda de 10% na conversão
Grau de segurança estatística: 95%

Isso também significa que você não deve usar texto demais em seu CTA.

Ao chegar ao seu botão de CTA, as pessoas não estão dispostas a ler. Estão prontas para clicar.

Veja o botão de CTA abaixo. Ele contém 63 caracteres (incluindo espaços). É difícil atrair cliques para um botão tão largo e prolixo.

image54
Receba dicas de otimização, teste e conversão em seu e-mail

Você precisa fazer sua proposta de valor em poucas palavras.

  1. Posicione seu CTA de maneira estratégica e experimente múltiplos botões caso sua página use um formato longo – Sim, colocar o CTA acima da dobra é um bom plano.

Mas essa ideia não significa sucesso garantido. Nesse site, NeilPatel.com, eu consegui 17% mais conversões ao colocar meu CTA abaixo da dobra.

A razão, que eu descobri após algumas pesquisas, é que as pessoas querem saber um pouco mais sobre o que eu ofereço antes de ver o CTA.

image04

Rolar páginas já é muito natural para nós. Não fique muito preocupado com a dobra.

Dependendo da complexidade de seu produto, você deve selecionar e testar cuidadosamente a localização do seu CTA.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-13

Um produto simples não suscita muitas objeções em seus potenciais clientes. Mas um produto complexo definitivamente requer do usuário o uso de pensamento crítico para tomar uma decisão informada.

Outro teste em que um CTA acima da dobra teve resultados piores do que um CTA abaixo da dobra foi o dessa landing page de PPC, construída pela Content Verve.

Colocar o formulário abaixo da dobra (mais próximo da parte inferior da página) triplicou as conversões. Provavelmente porque o produto era complexo.

image53

  1. Prova social

Qual é a primeira coisa que você verifica antes de fazer uma compra online?

Você quer que o produto tenha valor e te ajude a resolver um problema.

Assim, para verificar sua legitimidade e valor, você procura saber sobre as experiências de outras pessoas que já compraram esse produto.

Estou certo?

E você não é o único. 77% dos compradores online procuram avaliações para ajudar em suas decisões de compra.

Consumidores usam avaliações online até mesmo ao considerar negócios locais.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-14

A conclusão aqui é que você sempre deve transmitir confiança em sua landing page. Sem credibilidade, seu produto não vai vender.

Em uma landing page para assinatura de newsletter, você pode mostrar o quantos são seus assinantes e fãs em mídias sociais ou exibir testemunhos de seus leitores.

Um exemplo é o que fez James Clear.

Ele colocou em sua página feedback positivo de seus leitores.

image55Nathan Dunn (@n8dunn)
Consistentemente, @james_clear oferece o melhor conteúdo regularmente em sua newsletter, sem comparação.
Salma jafri (@salmajafri)
Uma das poucas newsletters que eu realmente abro e leio toda semana é a do excelente blog de histórias de @james_clear. Assine já!

E também colocou à vista o grande número de assinantes de sua newsletter.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-15

Você pode até colocar no título o número de vendas ou assinaturas que conseguiu recentemente.

Veja como o Basecamp usou a prova social em um título atraente.

Com certeza você vai imaginar que o Basecamp deve ser um produto excelente. Por que outra razão 5.410 empresas assinariam esse serviço na mesma semana?

image01
Na semana passada, 5.410 empresas assinaram o Basecamp para gerir seus projetos.
Hoje é a sua vez.

Se você representa uma empresa B2B, pode mostrar os logos de grandes empresas que receberam seus serviços.

Como nós fazemos no site da CrazyEgg:

image46

Mas as diversas formas de prova social exercem diferentes graus de persuasão.

Se você convencer um expert da indústria (um influenciador) ou uma celebridade a recomendar seu produto ou site, isso pode aumentar suas vendas enormemente.

A Beautymint conseguiu atrair 500.000 visitantes no dia do lançamento de seu site, graças a recomendações de Jessica Simpson e da esteticista Nerida Joy.

Quanto mais relevante e confiável o influenciador, mais forte será a prova social.

Noah Kagan pediu a Hiten Shah e Andrew Warner, ambos empreendedores de sucesso, para escrever testemunhos sobre seu trabalho.

Sem título-1-01

Após ler esses relatos, você já deve estar convencido de que deve assinar a newsletter de Noah.

Se você prefere usar mais detalhes, considere fazer um case study baseado em dados relevantes.

Esse material mostra muito claramente o estilo de seu trabalho e a eficácia de seu produto ou serviço.

Eu uso case studies em minha página de consultoria. Eles têm sido uma forma muito eficaz de inspirar confiança.

Sem título-1-02

Você pode testar os diferentes tipos de prova social que sugeri em sua landing page e ver qual é o melhor para o seu caso.

  1. Tráfego de Landing page

Você já viu a uma loja de cds para comprar alimentos?

Isso seria loucura.

Da mesma forma, também seria loucura direcionar tráfego de comunidades de esportes para a landing page de seu produto de marketing online.

Esqueça também os atalhos. Gastar 14.000 dólares comprando 5.000 endereços de e-mail é uma ideia terrível. Isso só pode gerar hard bounces e problemas com spam.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-16

Para obter bons resultados, você precisa do tráfego certo.

Uma boa estratégia para levar tráfego relevante à sua página é sempre considerar quem é seu público.

Digamos que que a maior parte do seu tráfego venha de duas fontes: Facebook Ads e Google Adwords.

Você precisa fazer testes nessas duas plataformas separadamente. Só assim você poderá encontrar o título ideal e textos, imagens e CTAs que sejam atraentes para seus diferentes segmentos de mercado.

Eis um exemplo de como segmentar e conduzir uma análise inteligente do seu tráfego.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-17

Uma baixa taxa de cliques é um sinal de alerta que mostra que seus anúncios são irrelevantes e não estão atraindo seu público alvo. Preste atenção nisso.

Depois de melhorar a qualidade de seus anúncios, o próximo passo é a experiência pós-clique – sua landing page.

Um visitante que chega ao seu site a partir de anúncios do Google deve estar procurando uma solução direta para um problema específico. E um usuário que vem de anúncios no Facebook ainda está na fase de descobrir qual é o seu problema.

Você precisa criar landing pages individuais voltadas para as necessidades específicas do seu segmento de mercado.

image48
“Pessoas vindo de diferentes fontes de tráfego têm mentalidades e parâmetros diferentes..”
Tyson Quick, Instapage

No entanto, essas versões não precisam ser completamente diferentes. Apenas tente garantir que o título, o texto publicitário e o CTA da landing page combinem com o contexto, além da aparência e impressão daquela fonte de tráfego.

Se você está com muita dificuldade para segmentar anúncios, você deve considerar construir perfis de compradores que estabeleçam quais são as motivações e objeções de compra de seu público.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-18

Informações demográficas tão detalhadas vão te ajudar a fazer uma segmentação eficaz, e esses dados psicográficos vão também te ajudar a escrever um texto publicitário atraente.

Se você já recebe uma quantidade considerável de tráfego em seu site, pode utilizar seus dados do Google Analytics para preparar relatórios de público e usar essas informações na segmentação.

image22Relatório do Google Analytics

Da mesma maneira, no Facebook, você pode descobrir detalhes sobre os seus fãs usando a ferramenta Facebook Insights.

image09Relatório do Facebook Insights

Elizabeth Masrten, do Unbounce, compartilhou um estudo em que seu cliente, um serviço de refeições prontas, estava utilizando palavras-chave sem considerar as intenções do consumidor. Os anúncios estavam focados em palavras-chave relativas a uma fase inadequada do ciclo de compra, e por isso eram direcionados a pessoas irrelevantes que não queriam comprar gastar muito com refeições.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-19

Elizabeth Marsten fez um brainstorming com seu cliente e criou um perfil de comprador baseado em pessoas na fase de conscientização do ciclo de compra.

Depois, ela ajustou as palavras chave e modificou o texto publicitário da landing page para que fosse mais adequado a esse perfil de comprador.

O resultado foi uma queda em tráfego (em azul).

Mas também um aumento no tráfego de qualidade, que eventualmente levou a um aumento nas conversões (em laranja).

image11

  1. Design da Landing page

Você sabia que 35% dos usuários de internet na faixa etária de 18-24 anos não se sente seguro online?

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-20

Se o design do seu site deixa o usuário ansioso e dá a impressão de ser um golpe, você não vai conseguir vendas.

Seus potenciais clientes precisam se interessar imediatamente pelo que veem. Seu design é um meio para comunicar valor de forma clara e efetiva.

Talvez você já saiba os princípios básicos do bom design:  nada de distrações, botões de compartilhamento em mídias sociais ou imagens de fundo gritantes.

Já falei sobre como criar contraste usando as cores do CTA e das fontes.

Neil_Patel_graficos_novo [Recuperado]-21

Aqui estão mais 2 dicas específicas de design:

  1. Use indicações direcionais explícitas para destacar o CTA – Você pode usar setas, linhas e personagens olhando ou apontando para um elemento específico para levar a atenção de seus visitantes a essa parte específica da sualanding page.

Obviamente, a primeira opção de elemento a destacar em sua landing page é o CTA. Mas você também pode focar na sua Proposta Exclusiva de Venda (Unique Selling Proposition – USP).

Veja os dois exemplos abaixo, que usam a tecnologia de eye-tracking para rastrear para onde o usuário direciona seu olhar. Em ambas as fotos, os visitantes olham primeiro para o rosto da mulher. Mas mudar a direção do olhar da mulher, como se fez na imagem à direita, leva os visitantes a olharem para o produto.

image12Eye-tracking em duas versões do anúncio da SunSilk

Setas também são uma forma excelente de direcionar sutilmente a atenção do usuário.

Veja o exemplo abaixo, da DrayTek. Eles usam uma seta para indicar aos visitantes que devem preencher o formulário para baixar o material.

image41Site da DrayTek com download gratuito
  1. Não use um template muito comum e imagens genéricas – Como você se sentiria se entrasse em um site usando o mesmo layout e a mesma foto cafona que você viu em dez outros sites?

Não acho que você acharia isso interessante. E nem eu.

Se você quer criar uma imagem única para sua marca, precisa fazer um esforço extra e evitar usar os templates mais comuns.

Como expliquei anteriormente, a landing page provavelmente será o primeiro ponto de contato entre um potencial cliente e sua marca. Seu objetivo deve ser encantar esses clientes para que eles comprem e se lembrem de você.

Usando um layout como o que está abaixo, da Themeforest (que já foi comprado por mais de 2.150 pessoas).

image18Um dos layouts disponíveis no Themeforest

Isso não significa que você deva evitar usar ferramentas e templates em sualanding page.

Mas você precisa ajustar esses elementos para que combinem com o visual e impressão geral do seu site, e personaliza-los de acordo com os objetivos da sualanding page.

Conclusão

Para ter sucesso com landing pages, você precisa testar e otimizar sempre. Não há uma fórmula mágica, mas os seis elementos acima são boas sugestões para começar.

Em longo prazo, você pode criar uma lista de elementos de landing page e incorporar os testes ao seu planejamento mensal.

Não deixe de lucrar. Após levar visitantes à sua landing page, faça o esforço necessário para atingir seus objetivos.

Você concorda que os 6 elementos acima são fundamentais para conseguir mais vendas? Qual foi o elemento com pior conversão que você já encontrou ao testar suas landing pages?

Avalie!

The following two tabs change content below.

Thiago Gomes

Fundador at Soluções Marketing Digital

Especialista em marketing digital pela Faculdade Impacta de São Paulo-SP. Fundador da Soluções Marketing Digital, Consultor de Marketing, Facilitador de Cursos e Oficinas Práticas de Marketing Digital em parceria com a ACIM e DBO Marketing com 10 anos de experiência em design, publicidade e ferramentas para internet.

Comente este post

7 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 LinkedIn 6 7 Flares ×
%d blogueiros gostam disto: